Como começar a estudar para concurso?

Como começar a estudar para concurso?

Como começar a estudar para concurso? (e se manter estudando!)

Introdução

Hoje a gente vai falar sobre o começo de tudo. Como começar a estudar para concurso? (e se manter estudando!)

Eu já fiz treinamentos e cursos em várias áreas e muitas vezes eles começam com a “parte mental” da coisa ou o mindset, se a gente quiser ser mais rebuscado.

E eu vou confessar uma coisa pra vocês, por MUITO tempo eu sempre achei essa parte uma tortura, algo totalmente insuportável. Olha, se eu já tô aqui fazendo o curso, por que diabos você quer me falar de motivos para fazer o curso?

E parece um raciocínio bem válido, certo? Eu permaneci com ele por um tempo considerável e, como consequência direta disso, perdi muitas oportunidades (eu vou contar algumas pra vocês mais à frente).

Vou explicar por que, na verdade, essa é uma parte bem importante e o motivo de ela estar em quase todos os cursos hoje em dia.

Como começar a estudar para concurso: A paixão inicial

Toda vez que a gente começa algo novo é empolgante, estamos fazendo algo que queremos e isso dá uma sensação boa de progresso. Um novo emprego, um novo amor, começar a estudar pra concurso, não importa, dá na mesma.

Os problemas começam quando a gente começa a ter obstáculos pelo caminho e, paralelamente, essa empolgação que vem com a sensação de novidade vai passando…

É exatamente aí que a gente precisa da parte mental de tudo. E é aqui que a nossa jornada de hoje começa.

Pensando nos motivos

Você já parou pra pensar DE VERDADE por que está querendo iniciar os estudos? O motivo pelo qual você se perguntou como começar a estudar para concurso?

“Ahh, claro que sim, Diego! Eu quero um carro, quero uma casa, estabilidade, um salário bacana, não me preocupar com desemprego.”

Todos esses são motivos bem válidos, de verdade. Mas se você respondeu algo nesse sentido, talvez você não tenha entendido bem a pergunta, então eu vou fazer de novo:

Você já parou pra pensar DE VERDADE por que está querendo iniciar os estudos? O motivo pelo qual você se perguntou como começar a estudar para concurso?

Talvez você esteja perguntando qual é a diferença disso e não consiga imaginar como isso vai (ou se vai) fazer diferença no seu desempenho nos concursos, certo?

Olha, estudar pra concurso é uma das coisa mais recompensadoras que se pode imaginar, você sozinha(o) pode mudar o curso da sua vida pra sempre, mas é a coisa mais difícil que você vai fazer também.

Como começar a estudar para concurso: O mindset correto

Como começar a estudar para concurso
Como começar a estudar para concurso? Ter a mentalidade correta vai te manter firme nos seus objetivos!

A parte mental do jogo é a que vai te manter de pé quando você, inevitavelmente, tiver aqueles dias que derrubam qualquer ser humano. Pode escolher: término de relacionamento, filhos doentes, pressão da família, as coisas estão caminhando mais devagar do que você queria…

Começar a estudar para concurso é relativamente fácil, você tira isso de letra com a empolgação inicial, mas o que te mantem firme quando um desses imprevistos acontece? E, acredite, eles VÃO acontecer.

O começo é a hora de botar a empolgação de lado por um segundo (muito embora ela vá ser bem útil daqui a pouco) e pensar no que vai te manter estudando apesar de todas as circunstâncias contrárias que possam aparecer pelo caminho.

Desejar um carro é legal e, se a gente apelar pra psicologia, dele pode ser uma demonstração tangível do nosso sucesso. Mas o que vai te manter estudando não vai ser pensar nas viagens à praia (mas é claro que isso também vai ajudar!).

O que vai te manter estudando quando o mundo estiver caindo vai ser pensar “ainda bem que tenho um carro” quando precisar levar alguém a uma emergência de madrugada, especialmente se você (como eu) morar afastado de tudo.

Ter um salário justo, que nos permita realizar várias coisas vai ser incrível e você está totalmente certa(o) em querer um.

Mas quando você estiver pra baixo, sua mente vai te pregar peças e você vai se ver pensando coisas do tipo “será que eu preciso de tanto?” ou qualquer coisa desse tipo.

O motivos abaixo da superfície

O que vai te manter estudando é pensar que aquele salário bacana vai ajudar a pagar as contas da sua mãe que anda apertada, aquele plano de saúde pro novo bebê que está a caminho, uma casa em um local que te dê maior qualidade de vida.

Entende onde quero chegar?

Há os motivos (de novo, todos eles válidos) que parecem ser suficientes para se manter a todo custo, mas, EU JURO, não serão…. Porque estudar pra concurso é difícil, é cansativo, toma tempo, você vai precisar de algo sólido.

Você me pergunta “Como começar a estudar pra concurso?”. Se quiser começar e continuar, faça uma análise de tudo que você REALMENTE precisa. E vai ser isso que vai te manter estudando.

Um exemplo real

Não subestime a importância do mindset certo. Lembra que eu disse que ia contar algumas oportunidades perdidas por não fazer isso? Então…

Eu comecei a estudar pra concursos com algo entre 22-23 anos. Uma boa idade, né? Um mundo de possibilidade pela frente. “O mundo vai ser minha ostra!”… Só que não…

Eu levei os estudos de qualquer forma, sem dedicação, por anos. Indo e voltando, estudando e parando.

Isso me fez perder tempo e potencial, porque toda vez que retomava os estudos era de volta à estaca zero, não tinha consistência alguma.

Enquanto isso as pessoas ao meu redor, que levaram as coisas a sério foram passando, resolvendo suas vidas…

A cada bola curva da vida (e uma quantidade considerável delas) eu desanimava… “Isso não é pra mim”, eu pensava. Tentava me convencer de que querer mais era ganância, exagero. E as oportunidades foram passando.

Todas as vezes que eu reiniciava os estudos vinha aquela sensação de invencibilidade, “agora eu não paro nunca mais!”

Alerta de spoiler: eu parava…

Antes de aprender eu cometi esses sério erro:

Eu nunca tinha parado pra pensar nas coisas que eu REALMENTE queria.


Também vai te ajudar: Como estudar com pouco tempo?


Começando a virar o jogo

Na época eu morava em uma das comunidades mais violentas do Rio de Janeiro e por incontáveis vezes eu estudei com um barulho interminável de tiroteio.

Eu queria sair de lá a qualquer custo. Esse era um motivo REAL (claro que havia outros, mas esse definitivamente era um dos mais fortes.

O fato é que eu poderia ter feito isso muito antes, se tivesse buscado as estruturas que me manteriam de pé e entendido os motivos, além da superfície, que me fariam persistir.

Não entenda mal, eu tenho bastante orgulho da minha história e ela ter acontecido como aconteceu me fez a pessoa que sou hoje, mas é inegável que eu poderia ter poupado bastante sofrimento e ter proporcionado conforto pra mim e pra aqueles que eu amo bem mais cedo.

E é isso que eu quero pra você e tenho absoluta certeza de que você pode. (Não importa se você achar o contrário, eu confio em você por nós dois!)

Como começar a estudar para concurso: O que você não pode dormir hoje sem saber

Então vamos sintetizar o que você precisa lembrar disso tudo?

  • Estudar pra concurso é difícil pra caramba, muito mesmo! Saber disso e estar preparada(o) vai te ajudar a ter mais resistência;
  • Reavalie os motivos mais profundos que fizeram você se perguntar como começar a estudar pra concurso. Eles vão te manter firme quando tudo parecer impossível;
  • Não importa o quão “impossível” pareça agora, se você conseguir seguir em frente, mesmo nos momentos difíceis, a sua hora vai chegar!

Ser servidor público é desafiador, há dias que você acha que não termina o dia ainda como réu primário, mas vai por mim, é muito gratificante.

Tem muita coisa que pode melhorar e evoluir, mas eu acredito que a melhor forma de fazer isso é trazer mais gente boa pra oxigenar o sistema com gente de bem e é aí que você entra ?

Se você começar pelos motivos certos e os mantiver à sua frente, como um alvo, nada vai te parar. Então todas as vezes que faltarem forças (e vão faltar) seria bom já ter esse exercício e lembrar: “O que me faz continuar estudando?”

Muito em breve seremos colegas, eu tenho certeza!

Abraços.

Photo Credits: zwenzini, University of Central Arkansas

Leave a Reply