Como manter o foco nos estudos

Como manter o foco nos estudos

Eu não nasci para fazer provas, não era naturalmente bom nelas. Mas vi nos concursos uma saída pra uma vida melhor, mas para isso eu precisaria aprender como manter o foco nos estudos.

Depois de anos estudando (minha primeira nomeação veio depois 5) eu estava em nível competitivo, finalmente podia brigar com os caras grandes. Outubro de 2010, dia das crianças, estou na (primeira) prova da minha vida.

A coisa ia fluindo relativamente bem, mas ainda restaram as questões que faziam o cérebro travar. Não é que eu não sabia do que se tratava, mas eram questões difíceis, duas ou três tiveram que ser anuladas por serem cópias literais de questões de magistratura… Mas isso é outra conversa.

Se eu vou bem nessas questões estou bem, caso contrário estou fora.


Já ouviu nosso podcast?

O que determinaria se eu conquistaria minha primeira vaga ou teria mais uma reprovação? É a técnica, a calma ou a respiração?

Não, esses são traços de habilidades que todo mundo nesse nível veio desenvolvendo e treinando por anos e anos. O que valem aqui são os pensamentos que eu tenho e o porquê de tê-los! É isso que a gente chama de foco.

Precisamos de alvos para nosso foco

Como manter o foco nos estudos: Ter foco é importante!

Durante muitos anos, eu tinha muita energia e capacidade, mas não sabia como direcionar isso. E era muito frustrante não saber o que fazer ou onde ir nesse mundo.

Eu estava completamente perdido e, sendo competitivo como sou, a única solução que consegui pensar era ser o melhor… Em algo. Eu não tinha a menor ideia em quê.


Mas decidi que seria MUITO bom em alguma coisa. Eu ainda não sabia, mas isso ia me ajudar imensamente no mundo dos concursos dali a um tempo.

Corte para uma década depois. Depois de uma fase muito difícil, eu comecei a estudar para concurso. Não peguei o jeito de cara. Na verdade, demorou um bocado. Mas a coisa começou a fluir.

Eu passava horas e horas estudando (só acertei a proporção insuficiente/desperdício depois de muito tempo), comia vendo aula, dormia vendo aula. Até hoje eu lembro da sensação de incerteza.

Eu viajei pelo país fazendo provas, apanhando vez sim e vez também, como dizem. Sem nenhum tipo de prêmio ou recompensa. Eu estava querendo e programado pra vencer e não conseguia.

E eu não conseguia entender como isso poderia ser tão incrivelmente difícil. Foi a minha perseverança que me fez continuar.

A (primeira) maior prova da minha vida

Naquele exato momento, naquela primeira prova em nível alto, pensando nas questões que ainda restavam, com uma competitividade quase frustrante e esses pensamentos de nervosismo invadindo minha cabeça.

Esse triunfo em potencial poderia virar mais uma derrota. Mas então, de repente, eu olhei pela janela e vi as árvores se balançando com o vento e dei a elas minha total atenção.

E, de repente, eu estou completamente calmo… As respostas começam a vir e com elas a minha primeira vitória!

Essa ação foi uma ação deliberada e o resultado de algum treinamento mental, porque aquelas árvores tiraram todos os pensamentos de distração da minha cabeça e me fizeram focar.

Inclusive nós já falamos sobre a importância de se preparar para o dia da prova especificamente, tanto a parte física quanto a parte da gestão do psicológico.

E o fenômeno do foco me interessou mais e mais, não só em provas, mas no longo prazo e, de uma forma mais geral, em toda a vida.

Eu estudei um pouco essa capacidade e o que eu vi foi que a mente humana luta tem dificuldade com o foco de três formas diferentes:

  • Nossas mentes estão cheias de pensamentos perturbadores e, com frequência, preocupadas em não sermos bons o bastante;
  • No lugar de trabalhar com o que a gente sabe, estamos sempre pensando no que ainda temos que conquistar;
  • Estamos sempre frustrados por não termos tempo.

Então, como podemos resolver esses problemas? Bom, antes precisamos saber o que é o foco.

A preocupação com não ser boa/bom o bastante

Como manter o foco nos estudos

Atualmente, com uma quantidade absurda de informação chegado de todos os lados, a habilidade de manter o foco parece deixada de lado, apesar de sua grande importância.

Todavia, é uma função um pouco complexa do nosso cérebro. Então deixa eu simplificar pra você. Os seres pensantes, como você e eu, têm a habilidade de pensar pro futuro e pro passado.

E a gente tem o péssimo hábito de ficar pensando “O que acontece se…”

“O que acontece se eu ficar reprovado por uma questão?”, “O que acontece se eu esquecer o que ia dizer na minha apresentação”, “…se eu não entregar meu relatório”, “… se eu começar a perder seguidores nas redes sociais”, “E se a vida não for como imaginávamos?”

Ou nos preocupamos com o porquê de algo não ter acontecido da forma que gostaríamos que fosse.

A pergunta que surge é: podemos, sempre que precisar, ficar livres desses pensamentos preocupantes e ficar em um presente mais leve, sem demandas?

Porque é nele que está o nosso foco. É aqui que utilizamos o nosso potencial no nível máximo.

Sentado naquela prova, tremendo de nervoso, mas dando minha atenção plena àquelas árvores balançando, foi isso que aconteceu.

Então o foco, de maneira simples, é escolher o pensamento certo entre milhares de outros pensamentos.

Então, como manter o foco nos estudos?

Primeiramente, com relação aos pensamentos preocupantes, precisamos aprender a percebê-los e separar cada um deles dos pensamentos não preocupantes. E o que seria um pensamento não preocupante?

É um pensamento completamente neutro, como uma lâmpada, uma cadeira, um quadro, uma torradeira ou uma árvore balançando.

E tendo em vista que nosso cérebro, em termos gerais, só consegue focar em uma coisa por vez, um pensamento não preocupante bloqueia todos aqueles pensamentos que SÃO preocupantes.

E isso é suficiente para alcançar aquela capacidade que, na verdade, nós todos já possuímos.

Pensar demais no que ainda falta e esquecer o que já percorremos

Como manter o foco nos estudos

Em segundo lugar, com relação a se preocupar constantemente com o que ainda temos que conquistar.

A nossa sociedade atual, em maior ou menor medida, é direcionada para a competição. Nós, do mundo dos concursos, sabemos disso em primeira mão.

Então, com frequência, perdemos o foco porque queremos algo mais novo e melhor, em vez de achar nossas forças e usar a nosso favor a cada momento.

Porque se a gente estiver pensando exclusivamente no final da jornada, onde queremos ir, o que queremos ter, o que queremos nos tornar, nosso foco estará sempre no futuro e não no trabalho que precisa ser feito agora.

Então remover a meta, de vez em quando, não é tanta loucura quanto parece. Bom, assustador inicialmente, talvez uma sensação de estarmos perdidos.

Mas é aí que o foco vem para quem somos e o que temos agora, no lugar de sonhar com o que ainda não somos ou ainda não temos.

Então foco não é virar algo novo ou algo melhor, mas funcionar exatamente tão bem quanto já somos e entender que isso é o suficiente para nossa felicidade em geral, mas também GRANDES FEITOS!

Sobre não ter tempo

Como manter o foco nos estudos
Como manter o foco nos estudos: Como resolver a falta de tempo?

Nós vivemos em uma época de possibilidades infinitas ao nosso redor e isso parece ter criado uma noção de que a vida deve ser vida intensamente. Nós tentamos brilhar em absolutamente todas áreas ao mesmo tempo.

E a nossa confiança vira o resultado de tudo isso que fazemos, em vez de focar em uma coisa e fazer isso muito, muito bem.

Nosso foco se quebra em milhares de “preciso fazer” e “preciso ter” e o tempo, de alguma forma, é engolido. Mas o princípio é bem simples: quanto mais possibilidades existem, mais coisas existirão das quais se afastar.

De alguma forma, nossa vida não é mais priorizar, mas gerenciar e sermos multitarefas (um conceito que eu abomino).

Que tal, em vez de fazer uma lista de tarefas, experimentar fazer uma lista de “não-tarefas”? E então seu cérebro muda o foco dramaticamente.

Além disso, é um pouco engraçado pensar que, apesar da nossa imensa habilidade de pensar em longo prazo, queremos resultados imediatos pelos nossos esforços.

Ao postar uma foto em uma rede social, por exemplo. Vivemos nossa vida com foco no imediato e estamos perdendo a habilidade de construir nossa autoestima SEM a constante aprovação de outras pessoas.

Aí fica a pergunta: como conseguir foco para o longo prazo? Aquele foco que move a sua vida na direção certa.

Conseguir um foco de longo prazo requer que a gente aprenda a direcionar nossa atenção para dentro, para o que eu chamo de nosso núcleo, para aquilo que não precisa de uma atenção externa constante.

Porque é ali, talvez só ali, que a gente acha o verdadeiro contentamento e satisfação com quem nós somos.

Por que nos perguntar “como manter o foco nos estudos” é tão importante para todos nós?

Como manter o foco nos estudos

Bom, foco é importante porque muitas habilidades essenciais estão ligadas a esse traço, como a habilidade de ouvir, aprender, ter empatia e, não menos importante, de apontar nossa vida para a direção certa.

E, na medida em que nossa sociedade vai acelerar ainda mais, vamos precisar de muito para navegar nessa época imprevisível com tantas e tantas possibilidades.

E quer saber? Nós devemos controlar a sociedade intensa, essa sociedade não deve nos controlar. E para isso devemos nos manter afiados e focados.

Mas sabe o que me preocupa?

Eu estou preocupado que nossa habilidade de usar nosso foco com nosso próprio poder é algo que estamos prestes a perder. Eu me preocupo que no futuro haverá dois grupos de pessoas.

Um com grupo com a capacidade de coexistir e viver em uma sociedade intensa e um outro grupo que vai ser uma espécie de escravo, apesar das mesmas possibilidades.

Então foque no que é importante de verdade pra você, melhore a sua vida e a vida das pessoas que te são importantes e aproveite a oportunidade de ver o valor de uma árvore balançando ao vento.

Leave a Reply